I wish I were a Warhol silk screen hanging on the wall. Or little Joe or maybe Lou. I'd love to be them all. All New York's broken hearts and secrets would be mine. I'd put you on a movie reel, and that would be just fine. Ian Curtis
10.5.10
palavr%E3o.jpg


O palavrão é dito de formas e formas. E aqui me confesso: não gosto de ouvir uma mulher dizer um palavrão. E esta é a regra. A minha regra. Mas sejamos claros, como regra há a excepção. E a excepção é casuística e bem analisada. É que há mulheres que sabem dizer o bem dito palavrão e não lhes fica mal.

Mas isto é uma coisa que é transversal. Aplica-se a todos, mas por ordem de cariz mais pessoal, falo das mulheres. Aliás, digo-o com algum embaraço, sou pessoa para que quando uma mulher saiba bem dizer um "fodasse" (entre outros) de quando em quando, despertar em mim um certo interesse.

No fundo, visto a coisa desprovida de todo e qualquer sinal emotivo, é a força da palavra. A palavra ganha força na boca de quem a diz, e cativa quem a ouve.
link do post Eu e o meu Ego, às 14:44  comentar

 
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
14

16
22

23
28
29



blogs SAPO