I wish I were a Warhol silk screen hanging on the wall. Or little Joe or maybe Lou. I'd love to be them all. All New York's broken hearts and secrets would be mine. I'd put you on a movie reel, and that would be just fine. Ian Curtis
21.1.10


As canções substituem-se umas às outras.” B Fachada

A mais pura das verdades. As canções são músicas que consumimos em impulsos apaixonados, ardentes e vigorosos. Com o tempo a coisa esmorece. Esgotamos a música. Esgotamos o seu tempo de vida.

Viverão, algumas, na memória de terem sido aquela música. E quando a ouvimos mais tarde, dizemos:

 - esta música é muito boa.

É, mas já foi. Já não faz parte da nossa playlist actual. Faz parte da nossa playlist marcada por memórias, que mais não são, no caso, sons, letras e melodias.

Impossível não recordar como algumas das melhores músicas são feitas, traduzida na frase someone gets his heart broken, and you got a new favorite song.

Mas a realidade, é que consumimos canções atrás das outras. Cada uma substituindo a anterior. Alias, é a procura do artista em cada vez fazer melhor, a música perfeita que nos vai fazendo preferir umas atrás de outras.

Acontece que a música perfeita nunca existirá. E é esta busca interminável que nós, também ouvintes, procuramos. Sabendo que nunca alcançaremos a mítica marca da perfeição. E isso, é simplesmente perfeito.



link do post Eu e o meu Ego, às 18:35  comentar

14.1.10

A razão porque The City tinha piada....


link do post Eu e o meu Ego, às 13:41  comentar

3.1.10

De volta aos comum dos mundos. Os planos alteram-se um pouco e in the last minut fomos para Albufeira para o meio da populaça, e claro que opôs-me a essa ideia e ofereci toda a resistência que consegui, mas sai vencido.</p>

Ora então fomos todos contentes e felizes - menos eu, ou pelo menos não tanto como os restantes, e ao soar das 12 badalas choveu champanhe por todos os lados de garrafas alheias e começou o fogo. Mesmo por cima de onde estávamos, e sim, foi digno de se ver – acredito que não tanto como em Melbourne ou em Tóquio, ou mesmo ali na Madeira, mas foi bem, vamos utilizar a palavra, catita.

Mas o que quero aqui deixar de nota, são meia dúzia, se tanto, de apontamentos: fazia frio como tudo, chuviscava de tempos a tempo, mas não obstante esses pormenores havia umas catraias, raparigas e mulheres feitas pela rua vestidas como se estivessem num festa de gala!!! Mas que raio? Estou cansado para tecer comentários vários, outra altura.


Por ora, em cima, deixo o meu objecto de desejo para início de ano




link do post Eu e o meu Ego, às 17:41  comentar

 
Janeiro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


subscrever feeds
blogs SAPO