I wish I were a Warhol silk screen hanging on the wall. Or little Joe or maybe Lou. I'd love to be them all. All New York's broken hearts and secrets would be mine. I'd put you on a movie reel, and that would be just fine. Ian Curtis
18.5.10
4llll.jpg


A propósito do 4L que mencionei no post anterior.

O meu pai adquiriu o carro numa altura em que nem eu próprio me recordo. Acho que foi daquelas coisas, uma compra por nostalgia. E lá está em casa, não em casa literalmente, claro. Ele simplesmente adora o carro.

Quando comecei a tirar a carta ambicionava poder conduzir aquele carro. Não sei porquê, achava que tinha charme, uma combinação entre o espírito cool e hippie de liberdade. Mas foi preciso esperar que o meu pai ganhasse confiança nos meus dotes automobilísticos.

Assim que essa confiança foi adquirida, onde utilizei um pouco de chantagem com o facto de fazer anos, foi pegar no carro, preparar a mochila e juntamente com uns amigos descemos a costa alentejana rumo a Porto Covo.

A viagem ainda é mítica entre nós. Liberdade, foi assim que a encarámos e ainda a recordamos. Duas semanas numa das vilas deste Portugal que mais gosto. Praia, copos, asneiras, parvoíces e com a ideia que miúda nenhuma nos resistia. Afinal, enquanto todos iam para a praia a pé, a vila é pequena, nós íamos no 4L. Admito, só para o cenário, se cenário era atingido.

Hoje, já só pego no carro de tempos a tempos. Mas ainda dá um gosto do caneco conduzir o velhinho 4L. Agora que o tempo aquece - será que é de vez? - gosto de deixar o fato e fazer a Arrábida até àquela praia que poucos conhecem mas onde eu conheço toda a gente.
link do post Eu e o meu Ego, às 11:15  comentar

 
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
14

16
22

23
28
29



subscrever feeds
blogs SAPO