I wish I were a Warhol silk screen hanging on the wall. Or little Joe or maybe Lou. I'd love to be them all. All New York's broken hearts and secrets would be mine. I'd put you on a movie reel, and that would be just fine. Ian Curtis
26.6.08

Não descansei enquanto não tive o meu. E tenho de agradecer a quem mo ofereceu. Foi na verdade uma boa surpresa.
Na realidade o meu fanatismo por este objecto representa várias coisas. É certo que quando era miúdo tive um sonny. E, talvez, o iPod não represente mais que a evolução daquele.
Mas voltando. É quase unanimemente reconhecido o fascínio que a grande maioria das pessoas tem por tecnologia. Pois é, mas eu nunca tive. Até ver este objecto.
Com ele passei a olhar para os gadgets com uns outros olhos, até revistas da especialidade folheio. Mas não há nenhum que bata este pequeno objecto. A companhia que faz, a possibilidade de estar ao alcance de um qualquer ouvido a música que queremos quando queremos. O Vício é tão grande que no trabalho não oiço rádio (tenho esse privilégio) nem oiço músicas no computador. Ligo o meu iPod e fico deliciado a ouvir enquanto faço o que tenho a fazer.

Allways a plazer
link do post Eu e o meu Ego, às 15:12  comentar

 
Junho 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20

23
25
27
28

29
30


blogs SAPO