I wish I were a Warhol silk screen hanging on the wall. Or little Joe or maybe Lou. I'd love to be them all. All New York's broken hearts and secrets would be mine. I'd put you on a movie reel, and that would be just fine. Ian Curtis
6.5.10
Conheci pela segunda vez uma pessoa que se diz anarco-sindicalista. A primeira pessoa foi o meu avô. Foi há anos a nossa primeira conversa sobre o tema. Adorava perder-me nos seus livros. Antigos. Com cheiro de várias leituras. Os seus livros.

As discussões eram habituais. Chamava-me beato, apenas para me irritar. Qual miúdo pequeno. Mas eu Adorava as discussões. Ajudaram a construir a minha identidade política. Tinha de me esmerar, quando petiz, para contrariar os seus argumentos.

O meu avô. Procurou ensinar-me o Esperanto. Revelei-me um péssimo aluno. Porque havia eu de aprender uma língua morta. Uma língua que existiu somente na cabeça de uns quantos.

O meu avô. As histórias de quando procurou fugir clandestino num barco rumo a França. Ganhei respeito por causas, que não as minhas, defendidas com convicção.

A prova de que pessoas com ideais e posições diferentes se podem respeitar e admirar. O meu avô.
link do post Eu e o meu Ego, às 09:33  comentar

 
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
14

16
22

23
28
29



blogs SAPO