I wish I were a Warhol silk screen hanging on the wall. Or little Joe or maybe Lou. I'd love to be them all. All New York's broken hearts and secrets would be mine. I'd put you on a movie reel, and that would be just fine. Ian Curtis
29.12.08
Há umas regras que sigo. Religiosamente. Tem de ser. E a culpa tem razão. Neste caso até tem um nome, o do meu tio. O nome em concreto não vem aqui ao caso. Mas foi ele o culpado, um velhote que andava sempre impecavelmente penteado e aprumadinho. Dizia ele: o segredo está nos pormenores.

Eram vários os pormenores que ele me passou. Ou incutiu. Ou outra coisa qualquer. Um deles, o cinto tem de combinar com os sapatos.

Porquê isto? Porque os saldos chegaram e eu por um cinto - UM CINTO RAIOS - passei as passas do Algarve só para chegar lá fundo, ao fundo da loja, agarrar num cinto, chegar à caixa, pagar e sair porta fora.

Pelo meio levei com uma mama pela cara de uma - vou ser simpático - pessoa "grande" (é que era grande mesmo caraças), 200 encontrões de pessoas esfomeadas por um par de peúgas, 400 arranhões de outras tantas pessoas que me usaram como alavanca.

Foi um dia feliz.
link do post Eu e o meu Ego, às 22:30  ver comentários (1) comentar

- Fala comigo.

- Sobre?

- Sobre o que quiseres.

- Mas assim é difícil. Que será que nos levará para uma alegre deambulação?

- Sei lá, fala sobre tudo e sobre nada.

- Bem, posso contar-te o meu dia. Mas tiveste metade dele comigo.

- Então, mas veria o dia pelos teus olhos e não pelos meus, uma vez que também é, de certa forma, o meu dia.

- Sim, de certa forma.

- Sim. Fala comigo.
link do post Eu e o meu Ego, às 22:19  comentar

Não queria falar de política. Disse para mim próprio: não fales de política. Mas é difícil por vezes. Desmesuradamente custoso. Doloroso, por vezes. Vá, sim, estou a exagerar, e muito. Mas que não queria mesmo é verdade. Sucede que, desta vez, não dá.

A notícia não é nova, tem já algum tempo, pouco menos de uma semana. Ao que parece é ao Governo que temos de agradecer - isto é, quem tem empréstimos - pela baixa de juros. Só me escorre uma frase: ALDRABÃO OHH!

Mas para compor o ramalhete, que é como quem diz a parvoíce a que chegou este jardim (sim que isto só pode ser um jardim e não um país), onde anda a, parece que é assim, oposição? As alternativas? Eu vou passar a responder: estão todos à espera que o Sôutor Sócrates os ensine como isso se faz que eles faltaram em grupo a essa aula. Todos querem os famosos apontamentos que explicam como é que um Governo faz baixar as taxas de juro.

É que só pode, pois caso contrário... Sei lá, mas a coisa seria muito fraquinha. Ah, pois é, a coisa já é fraquinha.
link do post Eu e o meu Ego, às 21:17  comentar

 
Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
30
31


subscrever feeds
blogs SAPO